[Presidenciáveis] – Dilma Rousseff em Curitiba

Dilma Rousseff em Curitiba. Fotos: André Rodrigues.

A presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT) esteve nesta sexta-feira (17) em Curitiba. A candidata participou de um ato público na Praça Generoso Marques, no centro de Curitiba, que durou cerca de 40 minutos.

Momento oportuno para registrar a passagem da candidata e seu vice, Michel Temer (PMDB).  Hora também de fazer algumas fotos de militantes, cabos eleitorais, simpatizantes e apoiadores desse candidato.

Registrei um incidente que envolveu um militante. Fora isso,  a visita da candidata rendeu uma diversidade de retratos. Material fotográfico que soma nessa etapa do projeto.  

Brazil’s presidential candidates
The president and candidate for re-election, Dilma Rousseff (PT)

Atualizando – últimas do projeto fotográfico

Foto: Marcos Xreda (2014)

Foto: Marcos Xreda (2014)

Por André Rodrigues

As Eleições Gerais Brasil 2014 tiveram sua primeira fase concluída no último dia 5. A primeira parte da “festa da democracia” – para usar um forte clichê – efetivou-se, assim como a primeira etapa da nossa “cobertura” fotográfica. Dos candidatos concorrentes ao cargo máximo, Dilma Roussef (PT) e Aécio Neves (PSB) estão na acirrada disputa do segundo turno.

Em relação a esse pleito, iniciamos a captação de imagem em 2013 com o registro de assuntos correlatos, indiretamente ligados a questão eleição. Nessa fase final, Marcos Xreda captou imagens no Rio de Janeiro – Complexo do Alemão e Rocinha – e u optei por ter um registro da movimentação dos eleitores na cidade de São Paulo.

Agradecimento
Para a produção do material realizado no Rio de Janeiro, o fotógrafo Marcos Xreda contou com a ajuda de bons parceiros. Primeiramente ao fotógrafo Wagner Pinheiro que o recebeu em sua casa no bairro do Meier e fez a ponte para o contato com integrantes do Fotoclube do Alemão. Seu irmão Igor que o levou para uma volta rápida por quase toda a cidade passando também pela Rocinha. Ao fotógrafo e cinegrafista Kinho, morador do Complexo do Alemão e membro do fotoclube que o ajudou como guia apresentando vários morros que fazem parte do complexo. E aos fotógrafos Betinho e Renato que também acompanharam parte da caminhada contando histórias do passado recente da região.

Da minha parte fica o agradecimento ao parceiro Leonardo Rodrigues Martins (e a Rebecca também) que me ajudaram a encontrar os detalhes (não tão escondidos, mas desconhecidos para um forasteiro) que eu procura registrar.

Fotojornalismo e eleição
No dia 9 tive a oportunidade de palestrar para alguns alunos da Universidade Tuiuti, turma do técnico em Fotografia, sobre Fotodocumentarismo, Fotojornalismo e apresentar a proposta do projeto fotográfico. O convite foi do amigo fotógrafo Valquir Aureliano.

12121

Foto: Valquir Aureliano.

Fiz uma abordagem geral sobre a conceituação da fotografia documental, suas propostas estéticas, éticas e problemáticas – superadas ou não. Falamos sobre as fases e os principais fotógrafos e, em especial, o trabalho de Robert Frank.

No gancho da questão apresentei o projeto e a nossa ideia (e busca) de cobrir eleições. Falei dos muitos erros, dos acertos e da evolução (natural) que um projeto fotográfico sofre ao longo do tempo, tanto no que tange o olhar, a pesquisa, o conteúdo e a busca por imagens.

A gente continua e até o próximo!

Projeção de fotos na “Roda de Fotógrafos”

Um tanto que corrido para nós que até esquecemos de comentar. Dias atrás participamos com algumas imagens do projeto participaram da projeção de fotos no projeto Roda de Fotógrafos. A mostra em via pública foi realizada no Largo da Ordem – centro histórico de Curitiba.

Obviamente foi um grande prazer e privilégio, visto a visibilidade que tomou o projeto capitaneado por Daniel Caron e Lucas Pontes e outros parceiros da iniciativa.

[Presidenciáveis] Marina Silva em Curitiba

Por Marcos Xreda

A candidata à presidência Marina Silva (PSB) esteve em Curitiba. Marina e o seu vice de chapa, Beto Albuquerque, participaram de um evento público no Espaço Torres, no bairro Jardim Botânico.

1

Fotos: Marcos Xreda (2014).

2

3

Um “abrigo” feito com publicidade eleitoral

Foto: André Rodrigues (2014).

Por André Rodrigues

Curitiba, Paraná, Brasil.
Esta semana postei essa imagem na linha da minha rede social. Bem, ela faz parte do que vem sendo registrado no projeto. Digamos, no contexto correlato.

A “casinha”, num terreno na região central de Curitiba (bem ao lado da Fundação de Assistência Social – FAS), me chamou atenção. Peguei o equipamento e voltei lá. Um tanto que desconfiada, a moça (uma moradora de rua) me atendeu. Expliquei o porquê das fotos e ela consentiu desde que não fosse identificada.

A imagem ficou alguns dias guardada no HD. Essa foto serve um pouco para refletir.

Homeless builds home to election advertising. Brazil 2014 elections.

Nós, cafezinho e uma ideia

Em 2010: conversa e devaneios na panificadora. Foto: Marco Lima

• Por André Rodrigues

Xícaras de café, sanduíche, conversa fiada e algumas sugestões. E foi nesse ritmo de bate papo numa confeitaria, exatamente no dia 7 de setembro de 2010, que nascia o projeto (digo, a proposta). Então, basicamente hoje é aniversário do Voto em Imagens.

Trabalhávamos na cobertura dos desfiles da comemoração do Dia da Independência e ao fim da pauta paramos para tomar um cafezinho e conversar. Na ocasião estava eu, Marco Lima, Marcos Xreda e o fotógrafo Hans Basso.

Conversa vai, conversa vem, levantamos a hipótese de fazer uma “cobertura diferenciada” da eleição [daquele ano]. Fotografar o pleito com o “olhar mais solto” e menos focado no embate de candidatos, uma busca de acentuar o contexto de uma eleição de forma mais ampla, em especial, o dia da votação – aproveitando a condição de fotógrafos desempregados – os quatro estavam somente na base de frilas e sem emprego fixo em jornal.

De lá para cá eu obtemos alguns resultados. Entre eles: duas exposições com o material da documentação do processo biométrico e eleições 2012. Também editamos um livro e fizemos uma documentação das eleições gerais no Paraguai e Chile em 2013.

No mesmo lugar, o mesmo café. (2014)

 

A proposta continua aberta e sempre evoluindo.

Confira algumas imagens no site http://www.votoemimagens.com.br

Sábado “fotograficamente” produtivo

04

Foto: Leonardo Sgarbi (Celular).

Por André Rodrigues

Sábado produtivo para essa edição do nosso projeto fotográfico. Hoje fiz uma sessão de fotos para uma série de retratos que vai integrar a edição 2014.

Trata-se na verdade de fotos de alguns eleitores [específicos]. Digo alguns, pois há uma temática bem particular e correlacionada ao processo e debate. Depois, com a série pronta, vai dar para entender melhor o conceito. Outra série específica também está sendo desenvolvida e com grande certeza integrará alguma publicação do projeto.

Jéssica e Tabatá na série #EuVoto. Foto André Rodrigues (2014). Proibida a reprodução sem autorização.


Na rua, fotografei algumas publicidades e “opiniões”– na verdade uma pichação. Por fim, fui buscar o livro que encomendei na Livraria Cultura e a leitura de referência para o fim de semana já está garantida.

01

Confira imagens no site atualizado

SITE ATUALIZADO

Para quem tiver interesse em dar uma conferida no que a gente produziu ao longo desses anos (e últimas eleições), fique à vontade para visitar o site. Atualizamos as galerias de imagens e estão disponíveis para visualização.

São imagens do trabalho fotográfico desde o início do projeto – lá pras bandas de 2010. A cobertura do processo de recadastramento e Eleição 2012. Além do trabalho na eleição do Paraguai e Chile.

Para quem quiser acessar o endereço é Voto em Imagens

Ele voltou (mais iluminado)

Foto: André Rodrigues (2014) – proibida a reprodução sem autorização.

Professor Galdino, candidato ao cargo de deputado estadual, está de volta às ruas. Agora ainda mais iluminado.

O candidato, que foi atropelado no mês passado enquanto fazia sua campanha nas ruas, volta de jaleco iluminado. Segundo ele, para ser visto e não ser mais atropelado.

Com o ritmado jingle “Cavalinho Pocotó” e “45021”, o candidato percorreu o centro da cidade em busca dos votos. A performance chamou atenção.

3

A última vez que vi Eduardo Campos

VOTO EM IMAGENS - CURITIBA - 12/08/2014 - VOTO EM IMAGENS

Eduardo Campos no Jornal Nacional. Fotos: André Rodrigues (2014).

Por André Rodrigues

A última vez que tive a oportunidade de ver (e fotografar) Eduardo Campos, foi numa visita a Curitiba. Para ser sincero, na verdade, a última vez que fotografei o candidato foi enquanto participava da entrevista ao Jornal Nacional.

Ao certo não sei explicar o motivo que resolvi registrar a participação dele no telejornal da Rede Globo. Mas, o fiz. Apenas sei dizer que senti a vontade de assistir a entrevista e por um estalo, de repente, por experimentação, optei por fazer alguns cliques enquanto escutava as respostas e propostas do candidato para o Brasil.

 

No último minuto (e meio), Eduardo Campos olhou profundamente nos olhos de todos os brasileiros que o assistiam ali naquele espaço, deu seu recado e disse que “representaria a indignação” do povo brasileiro. “Não vamos desistir do Brasil, é aqui onde vamos criar nossos filhos, é aqui onde vamos criar uma sociedade mais justa. Para isso é preciso ter a coragem de mudar, fazer diferente”, finalizou.

3

Em 2013 fotografei o Eduardo Campos quando ele visitou a capital paranaense ainda como pré-candidato à presidência. Estava em pauta para o jornal Gazeta do Povo. Para o Voto em Imagens, aguardava a visita do presidenciável em Curitiba e de sua vice, Marina Silva, em campanha.

2 1

Eduardo Campos, candidato à presidência pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), faleceu de forma repentina e atípica numa queda de avião nesta quarta-feira, 13 de agosto, aos 49 nove anos, enquanto cumpria sua agenda como candidato. Mais seis pessoas (entre eles: fotógrafo, cinegrafista, assessores e piloto e co-piloto) também morreram no acidente da aeronave.

Sabadão da campanha política

voto_small

Por André Rodrigues

Dia muito produtivo para o nosso projeto. Arrisquei dar um volta na Rua XV de Novembro, centro de Curitiba, na manhã deste sábado (9) e com esse frio não acreditava que iria encontrar muita gente pela rua. Errei feio. Os cabos eleitorais, fãs, militantes, fiéis e candidatos acordaram cedo e fizeram suas manifestações pelo centro da cidade.

Acreditem, tinha um pouco de tudo. Provocações, euforia, democracia, discurso, gente com máscara – tipo uma caricatura de candidato (veja foto no Twitter). Levaram até um cavalo – sim, cavalo de verdade mesmo.

O fotógrafo Marcos Xreda (edição na imagem acima) também esteve acompanhando a movimentação eleitoral deste sabadão. Sentamos, tomamos alguns cafés e chegamos à conclusão que valeu a viagem.

Novidades no projeto

Por André Rodrigues

Então pessoal, temos novidades. O projeto está caminhando e a cabeça está um turbilhão de ideias com a proximidade das Eleições 2014. A boa notícia do momento é que tudo indica que teremos um site – até que enfim… Simples, objetivo, de graça e que atende nossa necessidade de momento. Acesse aqui.

Estamos upando as fotos, mas quem quiser dar uma olhada e tascar uma opinião (aqui, no Facebook ou no Twitter) fique à vontade. Ajuda bastante!

Quem deu a dica foi o chapa fotógrafo Henry Milléo. Uma plataforma que atende a proposta e que pode ser melhorada – no momento tem algumas limitações, mas depois vamos arrumar a estrutura, comprar espaço, ferramentas, ajustar o domínio e todas essas coisas que nós fotógrafos temos dificuldade de lidar.

O espaço do blog continua e conforme for desenrolar o nosso trabalho, sai uma postagem ou outra. Abraço a todos e obrigado por darem uma força pra gente!

Se liga, skatista também vota

 

Adesivo colado numa lixeira de rua no centro de Curitiba destaca: skatista também vota. Considerando os tempos em que andar de skate era algo tipo “desocupado” e hoje se trata de um esporte reconhecido – vide o sucesso dos games de skate e a repercussão dos profissionais brasileiros; inclusive em nível internacional em todo tipo de competição – a dica é válida. Para reforçar, também vale dizer que a última manifestação intitulada “Go Skate Day”, realizada na capital paranaense, reuniu cerca de 30 mil pessoas.

Publicidade eleitoral nas ruas

A propaganda eleitoral está permitida desde o mês passado e quem anda pelas ruas já percebe as várias manifestações dos candidatos para essa Eleição 2014. Hoje acabei por dar uma melhor observada e já fazer alguns cliques para o projeto. A segunda-feira foi  dia com vento forte – alguns cavaletes foram ao chão. 

Foto: André Rodrigues 2014) - proibida a reprodução sem autorização.

Foto: André Rodrigues (2014) – proibida a reprodução sem autorização.

 

Eleições 2014 – a nossa leitura

Quem acompanha esse projeto, de repente, percebeu certa “sumida” da nossa parte. Poucas manifestações nas redes sociais, conteúdo reduzido e escassez de imagens. Realmente isso aconteceu e explico o por quê. Adianto: ainda estamos aqui.

Separamos um tempo para (re) pensar, avaliar melhor as coisas. Entre algumas ponderações, percebemos que o espaço do blog deve ter essencialmente material relativo ao processo do projeto. As postagens não devem ser meras replicações de informações ou de releases. Outra: é hora de reavaliar até a nossa própria fotografia. O projeto prossegue, entretanto, chegou o momento de uma reflexão acerca do que estamos fazendo e o que queremos.

Além disso, temos alguns obstáculos como financiar as viagens, ter recursos (traduza dinheiro) para concretizar as eventuais publicações ou mesmo arrumar tempo para escrever um post.

Mas tudo bem; como eu disse, ainda estamos aqui. Às vezes, menos é mais. Acredito já ter comentado, mas algumas ideias já surgiram para facilitar nosso trabalho. Em relação às publicações há vários mecanismos de viabilização online – o livro digital é um deles. Também vale incluir propostas mais abrangentes para o projeto, tal como questões que se relacionam direta e indiretamente no contexto político – acredito que isso enriquece a nossa interpretação e nossa fotografia. E ainda temos de resolver o problema de um site oficial para o projeto – a gente chega lá!

Eleições 2014
Por fim, a proposta segue e já estamos a clicar alguns fatos. Com o início oficial da campanha, alguns presidenciáveis estão nas ruas promovendo a disputa eleitoral.

Foto: Marcos Xreda (2014)

Foto: Marcos Xreda (2014)

A presidenta Dilma Rosseuff esteve em Curitiba no dia 3 de julho para o Encontro Estadual do PT para o lançamento da candidatura da Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná. O encontro foi realizado no Teatro Positivo (Universidade), num grande evento que contou, inclusive, com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Foto: André Rodrigues (2014).

Foto: André Rodrigues (2014).

O candidato à presidência pelo PSDB, Aécio Neves esteve na capital paranaense neste sábado (2). Ao lado do governador Beto Richa (PSDB), candidato à reeleição, eles caminharam pelo calçadão da Rua XV de Novembro. Distribuíram abraços, “selfie” (relfie) e até arriscaram uma capoeira.

Foto: André Rodrigues (2014).

Foto: André Rodrigues (2014).

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Eleitor indignado

Foto: André Rodrigues/Voto em Imagens 2014

Foto: André Rodrigues/Voto em Imagens 2014

Numa avenida de Curitiba, o motoqueiro passa mas deixa sua mensagem. De indignação, por sinal. “Prefiro pagar 3 reais de multa por não ir as urnas do que bancar 4 anos um corrupto no poder”, escreveu num papel, que imita um título de eleitor.

A indignação do eleitor-motoqueiro brinca com o nome do titular do documento eleitoral. “Cansei de ser otário da Silva”. No campo município fica estampado: “Por um país melhor”.

A eleição no Brasil é em outubro.

Cresce o número de eleitores brasileiros no exterior

Por: Agência Brasil

O número de eleitores no exterior que poderão votar nas eleições de outubro cresceu 68,2% em relação às eleições presidenciais de 2010. Os dados foram divulgados hoje (2) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Neste ano, 337,1 mil eleitores que vivem fora do país estão aptos a votar. Em 2010, foram 200,3 mil. Brasileiros no exterior podem votar apenas para eleger o presidente da República.

De acordo com levantamento, o país que terá mais brasileiros votando serão os Estados Unidos (108,6 mil eleitores), seguido por Japão (30,6 mil), Portugal (30,4 mil), Itália (20,9 mil) e Alemanha (17,5 mil).

Três cidades norte-americanas têm a maior concentração de eleitores aptos a votar: Nova York (20,9 mil); Miami (20,3 mil) e Boston (18,2 mil). As capitais europeias Lisboa (17,1 mil) e Londres (15,9 mil) aparecem em seguida.

Nas eleições de 2010, a votação ocorreu em 113 países e foram instaladas 624 seções eleitorais em embaixadas brasileiras e órgãos consulares ligados ao país.

Eleições na Colômbia: candidatos tentam evitar alta abstenção

Texto de Leandra Felipe, correspondente EBC – Fonte: Agência Brasil

bandeira colombiaQuase 33 milhões de eleitores colombianos foram convocados para as eleições presidenciais de hoje (25). Com o voto não obrigatório, os candidatos tentaram mobilizar o eleitorado para participar do processo. A preocupação é com a possibilidade de alta abstenção, como a de 43%, registrada nas eleições legislativas de março, e a de 51%, há quatro anos, nas ultimas eleições presidenciais. Para analistas, uma abstenção elevada nestas eleições poderá ser reflexo do cansaço e da decepção dos eleitores por causa do clima de difamação entre os candidatos na reta final da campanha.

“Esta campanha é atípica. Muito morna no começo e muito competitiva nas últimas semanas devido aos escândalos e manipulações de denúncias. Com o voto não obrigatório, o eleitor tem de ser motivado. Vimos o contrário, pouco debate de ideias e o denuncismo que afastou parte do eleitorado”, disse à Agência Brasil o analista político colombiano Jorge Restrepo.

Para ele, houve excesso na exploração de acusações entre as partes, tanto por parte do presidente Juan Manuel Santos, que tenta a reeleição, quanto por Oscar Zuluaga, partido criado por Álvaro Uribe. “Só no último debate [realizado na sexta-feira, 23], vimos menos troca-troca de acusações e ouvimos mais propostas”, opinou.

Santos foi acusado de ter recebido dinheiro do narcotráfico e Zuluaga de ter espionado o processo de paz entre o governo colombiano e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Nas ruas de Bogotá, a Agência Brasil conversou com eleitores. Alguns disseram que votariam em branco. “Não quero nenhum destes candidatos que estão aí”, disse o estudante Pablo Sierra, 18 anos. Ele vai votar pela primeira vez.

A dona de casa Luzmaría Benevides informou que não vai votar porque está descrente da política. “Agora não quero votar, porque são todos uns corruptos. Mas, talvez no segundo turno, se eles pararem de brigar e se preocuparem em nos convencer”, comentou.

A tendência de abstenção para estas eleições foi observada ontem (24) pela Missão de Observação Eleitoral da Organização dos Estados Americanos (OEA), que acompanha o processo. Em comunicado, a missão informou ter observado pouca participação nos 64 consulados colombianos para o voto no exterior. Fora do país, a votação foi iniciada na última segunda-feira (19) e será finalizada hoje.

Segundo a missão, até ontem (24) o movimento nos consulados era pequeno. Mais de 500 mil colombianos foram registrados para votar no exterior. Com a apatia e um cenário indefinido, os candidatos aproveitaram o sábado (24) para motivar os eleitores, com mensagens nas redes sociais, a comparecer às urnas.

s cinco candidatos, Juan Manuel Santos, que tenta a reeleição pela coalizão Unidade Nacional, Oscar Zuluaga, do Centro Democrático, Marta Ramírez, do Partido Conservador, Enrique Peñalosa, da Aliança Verde, Clara López, do Pólo Democrático Alternativo e União Patriótica, usaram as redes sociais para convocar eleitores e reforçar suas propostas.

A campanha de Santos chamou os colombianos, no Twitter, a “votar pela paz”, lembrando dos avanços no processo de paz entre o governo e as Farc.

Oscar Zuluaga e seu principal “cabo eleitoral” – o ex-presidente e senador Álvaro Uribe – usaram o Twitter para convocar os colombianos e escreveram sobre as propostas do Centro Democrático, de extrema direita.

Crítico do processo de paz, Zuluaga disse querer um “cessar-fogo unilateral” das Farc e que a guerrilha abandone todas as atividades criminosas para continuar o diálogo. Ele também promete investir mais em segurança e no aparato militar do país.

A conservadora Marta Ramírez chamou os eleitores para o voto consciente. “Que tal se não votarmos naqueles que desprestigiaram seus adversários e escolhermos quem tem melhores propostas?”, escreveu.

Enrique Peñalosa, candidato de centro-esquerda, bastante forte na capital, tentou sair da dicotomia entre “guerra e paz”, construída em torno de Santos e Zuluaga. “Não escolheremos entre a guerra e a paz, mas sim entre seguir com o passado ou mudar”, postou.

Mais à esquerda, Clara López convocou as mulheres a valorizar o voto feminino. “Convido a todas vocês, chegou a nossa hora”, escreveu.

O analista Jorge Restrepo lembrou que todo o esforço para diminuir a abstenção é válido para os candidatos, porque as últimas pesquisas de intenção de voto mostraram grandes variações. “Santos e Zuluaga apareceram muito próximos, mas o terceiro lugar oscila entre Marta e Peñalosa”, explicou.

Para ele, a única certeza é que o país terá segundo turno em junho, para escolher o novo presidente. “Mas podem ocorrer surpresas sobre os nomes”, disse.

O encerramento da votação está previsto para as 16h (18h em Brasília). A Registradoria Civil (órgão eleitoral) colombiana deve divulgar o resultado preliminar no começo da noite de hoje.

Universidade Positivo sediará o IV Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral

A Universidade Positivo sediará a 4ª edição do Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral. O evento, que contará com palestrantes e debatedores ministros e ex-ministros do Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral, bem como juristas e advogados especializados, será realizado nos dias 29 a 31 de maio. As inscrições estão abertas no site do Iprade, com vagas limitadas.

Além de conferências especiais, haverá painéis, mesas de debate numa completa programação.

Assuntos como o financiamento de campanhas eleitorais, compra de votos e limites de doações, fraudes eleitorais e propaganda política, assim como as Resoluções do TSE para as eleições de 2014, estão entre os temas que serão debatidos nas diversas mesas do Congresso.

Também será realizados debates paralelos sobre improbidade administrativa, uma conferência sobre aspectos positivos e negativos das alterações legislativas no âmbito do direito eleitoral e um encontro com jornalistas e advogados, no qual serão abordadas questões sobre mídias sociais e eleições, bem como a presença feminina no processo eleitoral.

Confira a programação

Serviço
IV Congresso Brasileiro de Direito Eleitoral
Data: 29, 30 e 31 de maio
Local: Teatro Positivo – Pequeno Auditório (Universidade Positivo)
Inscrições e programação completa: http://www.iprade.com.br/site/

Valores para inscrição:
• Alunos Positivo – R$ 100 reais
• Alunos de outras instituições: R$ 150 reais
• Profissionais de instituições conveniadas: R$ 300 reais
• Outros Profissionais: R$ 400 reais

Fonte: Universidade Positivo

•Realizada correção no texto relacionada ao número da edição segunda (19), às 9h30